Previstos
  Inscrições abertas
  Lista completa
  Cursos
  Editais
  Provas
  Material indicado
  Livros e Apostilas
  Notícias
  Depoimentos
  Simulados
  Links
  Fale conosco

Indique este site!

e-Bit

  :: Livros e Apostilas

Organização, sistemas e métodos e as tecnologias de gestão organizacional - Vol.02

Autor: Luis César G. de Araujo
Editora: Atlas
Compartilhe essa página com seus amigos.
   Descrição
   Sumário
   Dados técnicos
Preços sujeitos a alterações sem aviso prévio.
Preço válido somente para compras na Internet.


  :: Descrição do produto

Este volume apresenta e sugere a aplicação de tecnologias contemporâneas e que estão em plena consonância com os nossos novos tempos. Assim, temos: arquitetura organizacional, terceirização (outsourcing), gestão pela qualidade total, benchmarking, aprendizagem organizacional (learning organizations), empowerment, gestão com livro aberto (open-book management), gestão e organização horizontal, reengenharia, gestão e organização reversa, balanced scorecard, coaching e mentoring. Questões para debate e casos em cada tecnologia darão o suporte necessário a melhor compreensão do texto. Os índices remissivo e onomástico atuam como extraordinários facilitadores para uma rápida busca no texto.

Pensar, conhecer, saber, intuir, ousar, são as mais recentes palavras que devem dominar o vocabulário de profissionais que atuam nas empresas brasileiras. E o domínio desse vocabulário implica assimilação, internalização e aplicação das tecnologias que permitem resultados em pequeno espaço de tempo, ao contrário da tradicional Organização, Sistemas e Métodos que por décadas esteve presente em nossas organizações. OSM ainda dá a sua contribuição, mas temos de aceitar o fato de que muitas novas tecnologias chegaram com a perspectiva de alcançar a excelência organizacional mais rapidamente. Sabemos que as organizações precisam, cada vez mais, de tecnologias que garantam sua competitividade, sua sobrevivência num ambiente seguramente incerto e com tribulências de toda ordem, como é o caso brasileiro.


   :: Sumário do produto

Introdução, 1

1 O GESTOR ORGANIZACIONAL E AS DEMANDAS DA EMPRESA
CONTEMPORÂNEA, 5
Preliminar, 5
1.1 Ação do executivo/gestor e do consultor: diferenças e semelhanças, 6
1.2 Estilos de atuação do consultor, 10
1.3 Por que contratar uma consultoria?, 11
1.4 Características do consultor organizacional, 13
1.5 O que estuda o gestor organizacional, 19
1.6 Escolha da diretriz e do método de trabalho, 24
1.7 Ética do consultor, 27
1.8 ... e para terminar, 30
Estudo de caso, 31
Questões para debate, 32
Referências bibliográficas, 34

2 QUEBRA DE PARADIGMAS E O COTIDIANO DAS ORGANIZAÇÕES, 35
Preliminar, 35
2.1 O que é um paradigma?, 36
2.2 Benefícios e malefícios, 37
2.3 Exemplos, 38
2.4 Mudanças nas organizações, 40
2.5 Quebra de paradigmas: um foco diferente e decisivo à sobrevivência
das organizações, 41
2.6 ... e para terminar, 44
Estudo de caso, 45
Questões para debate, 47
Referências bibliográficas, 48

3 BALANCED SCORECARD: DA MEDIÇÃO DO DESEMPENHO
EMPRESARIAL À GESTÃO ESTRATÉGICA PLENA, 49
Preliminar, 49
3.1 Definição, 50
3.2 Por que BSC?, 52
3.3 Metodologias, 54
3.4 Características, 58
3.5 Gestão estratégica e BSC, 59
3.6 Por que aplicar o BSC, 62
3.7 Benefícios, 65
3.8 O que não é BSC, 66
3.9 Casos, 69
3.10 ... e para terminar, 71
Estudo de caso, 72
Questões para debate, 75
Referências bibliográficas, 76

4 ARQUITETURA ORGANIZACIONAL: A EMPRESA DO
FUTURO (PRÓXIMO), 78
Preliminar, 78
4.1 O futuro das organizações, 79
4.2 Modelo congruente, 80
4.3 Os sete Cs, 84
4.4 STAD: sistema de trabalho de alto desempenho, 87
4.5 Gerenciamento na administração superior, 92
4.6 Perspectivas para a arquitetura organizacional, 97
4.7 Quatro lições, 99
4.8 Novos imperativos estratégicos, 103
4.9 Novos desenhos organizacionais, 105
4.10 ... e para terminar, 108
Estudo de caso, 110
Questões para debate, 112
Referências bibliográficas, 114

5 TERCEIRIZAÇÃO (OUTSOURCING): FOCO NOS PRODUTOS
E NOS SERVIÇOS, 115
Preliminar, 115
5.1 Conceito, 116
5.2 Tipos, 120
5.3 Características, 121
5.4 O que não é terceirização, 122
5.5 Benefícios, 123
5.6 Fatores inibidores, 126
5.7 Plano para terceirizar, 128
5.8 Quarteirização, 129
5.9 ... e para terminar, 133
Estudo de caso, 134
Questões para debate, 135
Referências bibliográficas, 137

6 GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL: A EXCELÊNCIA CONQUISTADA
GRADUALMENTE, 138
Preliminar, 138
6.1 Contexto e evolução, 139
6.2 O que representa a gestão pela qualidade total, 141
6.3 Satisfação dos clientes, 142
6.4 Encantando clientes, 143
6.5 Não ao retrabalho, ao desperdício, 144
6.6 Compromisso da administração superior, 145
6.7 Sensibilização de pessoas da organização, 145
6.8 Diferenciações tecnológicas no produto ou serviço, 146
6.9 Continuidade, 146
6.10 Mudança, 147
6.11 Os verdadeiros gurus, 147
6.11.1 Joseph M. Juran, 148
6.11.2 W. Edwards Deming, 150
6.11.3 Armand V. Feigenbaum, 153
6.11.4 Philip B. Crosby, 154
6.12 Ferramentas, 157
6.12.1 Ferramentas da qualidade, 158
6.12.2 Métodos da qualidade, 166
6.13 Estratégias que garantem qualidade, 170
6.13.1 Estratégia 1 - Foco do tipo raio laser, 171
6.13.2 Estratégia 2 - Conexão com o cliente, 172
6.13.3 Estratégia 3 - Cooperação universal, 172
6.13.4 Estratégia 4 - Entusiasmo duradouro, 172
6.13.5 Estratégia 5 - Liderança de contato, 174
6.14 Características da liderança comprometida com a gestão pela
qualidade total, 176
6.15 Implementação de programas, 177
6.16 Qualidade em serviços, 184
6.17 Qualidade de vida e cidadania no Brasil, 189
6.18 ... e para terminar, 190
Estudo de caso, 191
Questões para debate, 193
Referências bibliográficas, 194

7 BENCHMARKING: PARCERIAS EM BUSCA DA EXCELÊNCIA
EMPRESARIAL, 196
Preliminar, 196
7.1 Conceitos, 197
7.2 Tipologia, 205
7.3 O que é e o que não é benchmarking, 210
7.4 Etapas do processo de benchmarking, 213
7.5 Parcerias, 221
7.6 Mitos, 224
7.7 Parâmetros, 226
7.8 Princípios aplicáveis ao benchmarking, 227
7.9 Ética, 228
7.10 Lacunas no desempenho, 232
7.11 Por que fazer benchmarking?, 233
7.12 Quando os estudos podem falhar?, 241
7.13 ... e para terminar, 244
Estudo de caso, 245
Questões para debate, 247
Referências bibliográficas, 248

8 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL: EDUCAÇÃO COMO
INSTRUMENTO DE REFLEXÃO E AÇÃO COLETIVA, 249
Preliminar, 249
8.1 O que é uma organização que aprende?, 250
8.2 Requisitos, 256
8.3 Como se tornar uma organização que aprende, 264
8.4 Características, 269
8.5 Estágios da aprendizagem organizacional, 274
8.6 Deficiências e/ou limitações, 277
8.7 Nove desafios, 279
8.8 Erros no aprendizado, 284
8.9 ... e para terminar, 287
Estudo de caso, 288
Questões para debate, 290
Referências bibliográficas, 291

9 EMPOWERMENT: PESSOAS COM PODER NA ORGANIZAÇÃO, 293
Preliminar, 293
9.1 Conceitos, 294
9.2 Por que as organizações devem promover o empowerment?, 297
9.3 Requisitos, 299
9.4 Empowerment é e não é ..., 304
9.5 Equipes energizadas, 306
9.6 Elementos fundamentais de uma equipe, 308
9.6.1 Motivação, 309
9.6.2 Percepção, 309
9.6.3 Capacidade, 309
9.7 Implantação do empowerment, 311
9.8 Momentos em que o empowerment falha, 319
9.9 ... e para terminar, 322
Estudo de caso, 323
Questões para debate, 324
Referências bibliográficas, 325

10 COACHING/MENTORING: ACONSELHAMENTO DIRETO COMO ÓTIMA
OPÇÃO PARA O CRESCIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL, 327
10.1 Coaching, 327
Preliminar, 327
10.1.1 Contexto e evolução, 328
10.1.2 Definição, 329
10.1.3 O que é e o que não é coaching, 331
10.1.4 Vantagens, 333
10.1.5 Aplicação, 334
10.1.6 Etapas de um processo de coaching, 335
10.2 Mentoring, 336
Preliminar, 336
10.2.1 Contexto e evolução, 337
10.2.2 Definição, 337
10.2.3 Tipos de mentoring, 338
10.2.4 Diferenças entre coaching e mentoring, 339
10.2.5 ... e para terminar, 341
Estudo de caso, 342
Questões para debate, 344
Referências bibliográficas, 345

11 OPEN-BOOK MANAGEMENT (GESTÃO COM LIVRO ABERTO):
TRANSPARÊNCIA TOTAL, 346
Preliminar, 346
11.1 Definição, 347
11.2 Condicionantes para aplicação, 348
11.3 Fatores críticos no planejamento, 350
11.4 Os sete erros, 351
11.5 ... e para terminar, 354
Estudo de caso, 355
Questões para debate, 357
Referências bibliográficas, 358

12 GESTÃO E ORGANIZAÇÃO HORIZONTAL: O (QUASE) FIM DA
ESTRUTURA HIERÁRQUICA, 359
Preliminar, 359
12.1 Estrutura hierárquica - horizontalização, 361
12.2 Gestão e organização horizontal, 362
12.3 ... e para terminar, 365
Estudo de caso, 366
Questões para debate, 368
Referências bibliográficas, 370

13 GOVERNANÇA CORPORATIVA: O GOVERNO ESTRATÉGICO DAS
ORGANIZAÇÕES, 371
13.1 Governança corporativa, 371
13.2 Governança corporativa no Brasil, 372
13.3 Atividades da governança corporativa, 374
13.4 Governança corporativa e sustentabilidade, 376
13.5 ... e para terminar, 376
Estudo de caso, 377
Questões para debate, 378
Referências bibliográficas, 378

14 GESTÃO E ORGANIZAÇÃO REVERSA: UMA TECNOLOGIA AINDA
EM FORMAÇÃO, 379
Preliminar, 379
14.1 Engenharia reversa, 381
14.2 Tecnologias e a gestão e organização reversa, 382
14.3 Elementos para composição da nova tecnologia, 383
14.4 ... e para terminar, 385
Estudo de caso, 386
Questões para debate, 387
Referências bibliográficas, 389
Bibliografia, 391
Índice remissivo, 399
Índice onomástico, 403

Introdução, 1

1 O GESTOR ORGANIZACIONAL E AS DEMANDAS DA EMPRESA
CONTEMPORÂNEA, 5
Preliminar, 5
1.1 Ação do executivo/gestor e do consultor: diferenças e semelhanças, 6
1.2 Estilos de atuação do consultor, 10
1.3 Por que contratar uma consultoria?, 11
1.4 Características do consultor organizacional, 13
1.5 O que estuda o gestor organizacional, 19
1.6 Escolha da diretriz e do método de trabalho, 24
1.7 Ética do consultor, 27
1.8 ... e para terminar, 30
Estudo de caso, 31
Questões para debate, 32
Referências bibliográficas, 34

2 QUEBRA DE PARADIGMAS E O COTIDIANO DAS ORGANIZAÇÕES, 35
Preliminar, 35
2.1 O que é um paradigma?, 36
2.2 Benefícios e malefícios, 37
2.3 Exemplos, 38
2.4 Mudanças nas organizações, 40
2.5 Quebra de paradigmas: um foco diferente e decisivo à sobrevivência
das organizações, 41
2.6 ... e para terminar, 44
Estudo de caso, 45
Questões para debate, 47
Referências bibliográficas, 48

3 BALANCED SCORECARD: DA MEDIÇÃO DO DESEMPENHO
EMPRESARIAL À GESTÃO ESTRATÉGICA PLENA, 49
Preliminar, 49
3.1 Definição, 50
3.2 Por que BSC?, 52
3.3 Metodologias, 54
3.4 Características, 58
3.5 Gestão estratégica e BSC, 59
3.6 Por que aplicar o BSC, 62
3.7 Benefícios, 65
3.8 O que não é BSC, 66
3.9 Casos, 69
3.10 ... e para terminar, 71
Estudo de caso, 72
Questões para debate, 75
Referências bibliográficas, 76

4 ARQUITETURA ORGANIZACIONAL: A EMPRESA DO
FUTURO (PRÓXIMO), 78
Preliminar, 78
4.1 O futuro das organizações, 79
4.2 Modelo congruente, 80
4.3 Os sete Cs, 84
4.4 STAD: sistema de trabalho de alto desempenho, 87
4.5 Gerenciamento na administração superior, 92
4.6 Perspectivas para a arquitetura organizacional, 97
4.7 Quatro lições, 99
4.8 Novos imperativos estratégicos, 103
4.9 Novos desenhos organizacionais, 105
4.10 ... e para terminar, 108
Estudo de caso, 110
Questões para debate, 112
Referências bibliográficas, 114

5 TERCEIRIZAÇÃO (OUTSOURCING): FOCO NOS PRODUTOS
E NOS SERVIÇOS, 115
Preliminar, 115
5.1 Conceito, 116
5.2 Tipos, 120
5.3 Características, 121
5.4 O que não é terceirização, 122
5.5 Benefícios, 123
5.6 Fatores inibidores, 126
5.7 Plano para terceirizar, 128
5.8 Quarteirização, 129
5.9 ... e para terminar, 133
Estudo de caso, 134
Questões para debate, 135
Referências bibliográficas, 137

6 GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL: A EXCELÊNCIA CONQUISTADA
GRADUALMENTE, 138
Preliminar, 138
6.1 Contexto e evolução, 139
6.2 O que representa a gestão pela qualidade total, 141
6.3 Satisfação dos clientes, 142
6.4 Encantando clientes, 143
6.5 Não ao retrabalho, ao desperdício, 144
6.6 Compromisso da administração superior, 145
6.7 Sensibilização de pessoas da organização, 145
6.8 Diferenciações tecnológicas no produto ou serviço, 146
6.9 Continuidade, 146
6.10 Mudança, 147
6.11 Os verdadeiros gurus, 147
6.11.1 Joseph M. Juran, 148
6.11.2 W. Edwards Deming, 150
6.11.3 Armand V. Feigenbaum, 153
6.11.4 Philip B. Crosby, 154
6.12 Ferramentas, 157
6.12.1 Ferramentas da qualidade, 158
6.12.2 Métodos da qualidade, 166
6.13 Estratégias que garantem qualidade, 170
6.13.1 Estratégia 1 - Foco do tipo raio laser, 171
6.13.2 Estratégia 2 - Conexão com o cliente, 172
6.13.3 Estratégia 3 - Cooperação universal, 172
6.13.4 Estratégia 4 - Entusiasmo duradouro, 172
6.13.5 Estratégia 5 - Liderança de contato, 174
6.14 Características da liderança comprometida com a gestão pela
qualidade total, 176
6.15 Implementação de programas, 177
6.16 Qualidade em serviços, 184
6.17 Qualidade de vida e cidadania no Brasil, 189
6.18 ... e para terminar, 190
Estudo de caso, 191
Questões para debate, 193
Referências bibliográficas, 194

7 BENCHMARKING: PARCERIAS EM BUSCA DA EXCELÊNCIA
EMPRESARIAL, 196
Preliminar, 196
7.1 Conceitos, 197
7.2 Tipologia, 205
7.3 O que é e o que não é benchmarking, 210
7.4 Etapas do processo de benchmarking, 213
7.5 Parcerias, 221
7.6 Mitos, 224
7.7 Parâmetros, 226
7.8 Princípios aplicáveis ao benchmarking, 227
7.9 Ética, 228
7.10 Lacunas no desempenho, 232
7.11 Por que fazer benchmarking?, 233
7.12 Quando os estudos podem falhar?, 241
7.13 ... e para terminar, 244
Estudo de caso, 245
Questões para debate, 247
Referências bibliográficas, 248

8 APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL: EDUCAÇÃO COMO
INSTRUMENTO DE REFLEXÃO E AÇÃO COLETIVA, 249
Preliminar, 249
8.1 O que é uma organização que aprende?, 250
8.2 Requisitos, 256
8.3 Como se tornar uma organização que aprende, 264
8.4 Características, 269
8.5 Estágios da aprendizagem organizacional, 274
8.6 Deficiências e/ou limitações, 277
8.7 Nove desafios, 279
8.8 Erros no aprendizado, 284
8.9 ... e para terminar, 287
Estudo de caso, 288
Questões para debate, 290
Referências bibliográficas, 291

9 EMPOWERMENT: PESSOAS COM PODER NA ORGANIZAÇÃO, 293
Preliminar, 293
9.1 Conceitos, 294
9.2 Por que as organizações devem promover o empowerment?, 297
9.3 Requisitos, 299
9.4 Empowerment é e não é ..., 304
9.5 Equipes energizadas, 306
9.6 Elementos fundamentais de uma equipe, 308
9.6.1 Motivação, 309
9.6.2 Percepção, 309
9.6.3 Capacidade, 309
9.7 Implantação do empowerment, 311
9.8 Momentos em que o empowerment falha, 319
9.9 ... e para terminar, 322
Estudo de caso, 323
Questões para debate, 324
Referências bibliográficas, 325

10 COACHING/MENTORING: ACONSELHAMENTO DIRETO COMO ÓTIMA
OPÇÃO PARA O CRESCIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL, 327
10.1 Coaching, 327
Preliminar, 327
10.1.1 Contexto e evolução, 328
10.1.2 Definição, 329
10.1.3 O que é e o que não é coaching, 331
10.1.4 Vantagens, 333
10.1.5 Aplicação, 334
10.1.6 Etapas de um processo de coaching, 335
10.2 Mentoring, 336
Preliminar, 336
10.2.1 Contexto e evolução, 337
10.2.2 Definição, 337
10.2.3 Tipos de mentoring, 338
10.2.4 Diferenças entre coaching e mentoring, 339
10.2.5 ... e para terminar, 341
Estudo de caso, 342
Questões para debate, 344
Referências bibliográficas, 345

11 OPEN-BOOK MANAGEMENT (GESTÃO COM LIVRO ABERTO):
TRANSPARÊNCIA TOTAL, 346
Preliminar, 346
11.1 Definição, 347
11.2 Condicionantes para aplicação, 348
11.3 Fatores críticos no planejamento, 350
11.4 Os sete erros, 351
11.5 ... e para terminar, 354
Estudo de caso, 355
Questões para debate, 357
Referências bibliográficas, 358

12 GESTÃO E ORGANIZAÇÃO HORIZONTAL: O (QUASE) FIM DA
ESTRUTURA HIERÁRQUICA, 359
Preliminar, 359
12.1 Estrutura hierárquica - horizontalização, 361
12.2 Gestão e organização horizontal, 362
12.3 ... e para terminar, 365
Estudo de caso, 366
Questões para debate, 368
Referências bibliográficas, 370

13 GOVERNANÇA CORPORATIVA: O GOVERNO ESTRATÉGICO DAS
ORGANIZAÇÕES, 371
13.1 Governança corporativa, 371
13.2 Governança corporativa no Brasil, 372
13.3 Atividades da governança corporativa, 374
13.4 Governança corporativa e sustentabilidade, 376
13.5 ... e para terminar, 376
Estudo de caso, 377
Questões para debate, 378
Referências bibliográficas, 378

14 GESTÃO E ORGANIZAÇÃO REVERSA: UMA TECNOLOGIA AINDA
EM FORMAÇÃO, 379
Preliminar, 379
14.1 Engenharia reversa, 381
14.2 Tecnologias e a gestão e organização reversa, 382
14.3 Elementos para composição da nova tecnologia, 383
14.4 ... e para terminar, 385
Estudo de caso, 386
Questões para debate, 387
Referências bibliográficas, 389
Bibliografia, 391


 
 
 
 
 


  :: Dados Técnicos

  Edição:
  ISBN: 9788522473540
  Nº de páginas: 424
  Editora: Atlas

  Ano da edição: 2012




Brasília-DF: Asa Norte | Asa Sul | Telefone/fax: (61) 3245 8000
Horário de atendimento de segunda a sexta de 9:00 as 19:00 hs
(exceto feriados) e aos sábados de 9:00 as 18:00hs.